Inquérito ao Emprego em Angola - IEA, IVº Trimestre 2019 (FIR)

O Instituto Nacional de Estatística apresenta a Folha de Informação Rápida (FIR) do Inquérito ao Emprego em Angola (IEA) com informação sobre a caracterização da população face ao mercado de trabalho referente ao quarto trimestre de 2019. O IEA está a ser financiado pelo Banco Mundial através do Projecto Estatístico de Angola (P157671).

No quarto trimestre de 2019, a taxa de desemprego na população com 15 ou mais anos de idade foi estimada em 31,8%, valor superior em 1,7 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior, estimado em 30,1%.No quarto trimestre de 2019, a taxa de desemprego na população com 15 ou mais anos de idade foi estimada em 31,8%, valor superior em 1,7 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior, estimado em 30,1%.A população desempregada com 15 ou mais anos, estimada em 4.627.158 pessoas, aumentou em 8,3% (356.053 pessoas) em relação ao terceiro trimestre de 2019 (4.271.105 pessoas).No quarto trimestre de 2019, a população empregada com 15 ou mais anos (9.924.675) diminuiu em 6.873 pessoas (0,1%) em relação ao trimestre anterior.A taxa de desemprego de jovens com 15-24 anos de idade, situou-se em 56,5%, mais 2,3 pontos percentuais do que no trimestre anterior.

Trabalho Estruturado e Segurança Social - Edição 2019 (Anuário e boletins estatísticos)

O Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS) depois de ter disponibilizado ao público o Anuário Estatístico sobre Trabalho Estruturado e Segurança Social de 2017, apresenta a 2ª edição do Anuário Estatístico sobre Trabalho Estruturado e Segurança Social 2018 (AETESS), e tal como na edição anterior, estão disponibilizados dados estatísticos das áreas do emprego estruturado, Formação Profissional, condições do trabalho, Administração Pública e da Segurança Social.

Mais uma vez, vimos cumprir um dos fins essenciais da estatística que é produzir e difundir de forma eficiente, estatísticas oficiais de qualidade, garantido a integração e coerência dos dados a disponibilizar aos utilizadores.Fica expresso aqui a total disponibilidade da nossa instituição acolher as sugestões e observações que contribuam para a melhoria desta publicação.

 

Encontre  abaixo as publicações sobre Trabalho Estruturado e Segurança Social

 

Inquérito Sobre Despesas, Receitas e Emprego em Angola - IDREA 2018/2019 (Quadro de resultados)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) remete, por esta via, o Relatório Final do Inquérito de Despesas, Receitas e Emprego em Angola 2018/2019

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola, realizou o Inquérito sobre Despesas e Receitas (IDR) e Inquérito sobre Despesas e Receitas e Emprego em Angola (IDREA), de Março de 2018 a Fevereiro de 2019.O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola, realizou o Inquérito sobre Despesas e Receitas (IDR) e Inquérito sobre Despesas e Receitas e Emprego em Angola (IDREA), de Março de 2018 a Fevereiro de 2019.O IDR destina-se a medir e a comparar a pobreza mediante o consumo e usou o método diário, que consistiu em realizar visitas alternadas, ao agregado familiar, durante 7 dias registando as suas despesas; metodologia similar usada no Inquérito Integrado sobre o Bem-Estar da População (IBEP) 2008/2009.O IDREA, que foi realizado nos mesmos conglomerados e teve a mesma representatividade e usou as mesmas perguntas que o IDR tendo usado o método recall, ou seja, solicitou-se ao chefe do agregado que informasse sobre as despesas realizadas nos últimos 7 dias. O IDREA poderá ser a referência da medição da pobreza no futuro e será usado na produção de indicadores socioeconómicos referentes ao período de recolha.

Inquérito Sobre Despesas e Receitas - IDR 2018/2019 (Relatório)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) remete, por esta via, o Relatório Final do Inquérito de Despesas e Receitas - IDR 2018/2019

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola, realizou o Inquérito sobre Despesas e Receitas (IDR) e Inquérito sobre Despesas e Receitas e Emprego em Angola (IDREA), de Março de 2018 a Fevereiro de 2019.O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola, realizou o Inquérito sobre Despesas e Receitas (IDR) e Inquérito sobre Despesas e Receitas e Emprego em Angola (IDREA), de Março de 2018 a Fevereiro de 2019.O IDR destina-se a medir e a comparar a pobreza mediante o consumo e usou o método diário, que consistiu em realizar visitas alternadas, ao agregado familiar, durante 7 dias registando as suas despesas; metodologia similar usada no Inquérito Integrado sobre o Bem-Estar da População (IBEP) 2008/2009.O IDREA, que foi realizado nos mesmos conglomerados e teve a mesma representatividade e usou as mesmas perguntas que o IDR tendo usado o método recall, ou seja, solicitou-se ao chefe do agregado que informasse sobre as despesas realizadas nos últimos 7 dias. O IDREA poderá ser a referência da medição da pobreza no futuro e será usado na produção de indicadores socioeconómicos referentes ao período de recolha.Os dois inquéritos (IBEP 2008/2009 e IDR 2018/2019), podem apresentar resultados diferentes, em relação aos níveis de pobreza, devido a metodologia usada por cada um deles, mas são comparáveis e podem ser usados para fazer avaliações das tendências da pobreza ao longo do tempo.

Publicações

Inquérito ao Emprego em Angola - IEA, IVº Trimestre 2019 (FIR)
Trabalho Estruturado e Segurança Social - Edição 2019 (Anuário e boletins estatísticos)
Inquérito Sobre Despesas, Receitas e Emprego em Angola - IDREA 2018/2019 (Quadro de resultados)
Inquérito Sobre Despesas e Receitas - IDR 2018/2019 (Relatório)
Índice de Preços no Consumidor Nacional - IPCN, Maio 2018 (FIR)