Índices de Preços dos bens de Exportação e de Importação - IPEI, 2020(Anuário)

O Instituto Nacional de Estatística de Angola coloca à disposição, dos seus usuários, a publicação do Anuário dos Índices de Preços dos bens de Exportação e de Importação, com a apresentação dos principais resultados do ano de 2020. A base de trabalho desta publicação é a Estatística do Comércio Externo, que tem como fonte de informação os dados provenientes dos registos dos Ministérios dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás, Agricultura e Pescas, bem como do Instituto Nacional do Café e Administração Geral Tributária, do Ministério das Finanças, que representam a totalidade das exportações e importações de mercadorias efectuadas pelo país durante o período em análise. Trata-se de uma estatística baseada em registos administrativos, em que se proporcionam informações valiosas sobre o valor estatístico e a quantidade transaccionada em cada operação aduaneira. Portanto, realiza-se com baixo custo por ser recolha administrativa às empresas exportadoras e importadoras. Os índices que se apresentam são de Valor Unitário (IVU) do comércio externo e proporcionam uma aproximação aos verdadeiros índices de preços das exportações e importações que seriam observadas nas empresas. As principais utilidades dos IVU são as seguintes:

  •       1. Permitem aproximar a evolução dos preços das exportações e importações;
  •  
          2. Usa-se como deflatores anuais para seguir a evolução em volume do comércio externo;

  •       3. Calcular a evolução temporal dos termos de troca comercial do país.

A vantagem da disponibilização dos índices de comércio externo anualmente, prende-se, também com a possibilidade de realização de análises mais pormenorizadas dos dados de exportação e importação, as quais permitem consolidar as estatísticas do comércio externo em geral. Com efeito, consegue-se determinar as variações de preços, a partir da decomposição da evolução dos valores correntes das exportações e importações. O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola calcula e publica o anuário do IPEI com periodicidade anual, com referência ao último ano.

Conjuntura Económica às Empresas - I Trimestre 2021 (FIR)

Com o propósito de produzir, informar e difundir a informação estatística oficial, o Instituto Nacional de Estatística (INE) apresenta a Folha de Informação Rápida (FIR) sobre a conjuntura económica às empresas do I trimestre de 2021. Os dados contidos na FIR são de carácter estatístico – qualitativos, e têm como principal objectivo retratar a situação económica do período, curto-prazo. Contribuindo assim em uma maior resposta e apoio aos instrumentos de avaliação e percepção das expectativas dos agentes económicos, tendo em conta que, os indicadores aqui disponíveis constituem um instrumento fundamental para pesquisa, formulação, execução e controlo de políticas públicas do país.

Este dossier entretanto resulta do Inquérito de Conjuntura aos vários segmentos económicos, nomeadamente:

  • 1. Indústria Extractiva
  • 2. Indústria Transformadora
  • 3. Construção
  • 4. Comércio
  • 5. Comunicação
  • 6. Turismo
  • 7. Transportes

A actual publicação, que ilustra sete sectores, é o resultado de um trabalho iniciado no terceiro trimestre de 2008. No entanto o INE aproveita esta oportunidade para agradecer aos distintos colaboradores e parceiros que tornaram possível a elaboração e publicação de mais uma edição.

Eventuais comentários, críticas, sugestões ou esclarecimentos, visando a melhoria da presente publicação, poderão ser remetidos ao Instituto Nacional de Estatística, Departamento de Informação e Difusão, por via do endereço geral@ine.gov.ao

Índice de Preços Grossistas - IPG, Abril 2021(Boletim)

No âmbito do programa de produção e difusão da Informação Estatística Oficial de Angola, o Instituto Nacional de Estatística (INE), põe a disposição dos seus usuários o Boletim do Índice de Preços Grossista (IPG), com a apresentação dos resultados referentes ao mês de Abril de 2021. Este indicador conjuntamente com o Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) vai permitir aos usuários ter uma visão mais ampla do processo inflacionário em Angola.

 

O IPG tem como objectivo calcular a variação dos preços dos bens produzidos no país, assim como dos produtos importados comercializados internamente, nos primeiros níveis da transacção. Os sectores económicos que compõem o IPG são: Agro-pecuário, Pesca e Indústria Transformadora, quer dizer as Secções A, B e D da Classificação das Actividades Económicas de Angola, Revisão 2 (CAE-Rev. 2).

 

Cobertura

 

O IPG agregaos produtos nacionais e importados, comercializados no mercado nacional. De salientar que os preços deste indicador incluem os impostos de consumo sobre as vendas.

Nesta primeira fase as fontes de informação são fundamentalmente Grossistas, produtores e em alguns casos são incluídos as vendas a retalho (viaturas, computadores, etc.) a nível nacional.

 

Periodicidade

 

O IPG tem a periodicidade mensal e tem como base o mês de Dezembro de 2014.


O INE aproveita a oportunidade para expressar os seus maiores agradecimentos a todas as Entidades que tornaram possível a apresentação desta publicação, aceitando eventuais comentários, críticas construtivas, sugestões ou esclarecimentos para melhorar a presente publicação.

 

Inquérito de Preços de Material de Construção - IPMC, Abril de 2021 (FIR)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) põe à disposição dos seus usuários, a “Folha de Informação Rápida” com os resultados mensais do Índice de Preços de Material de Construção (IPMC) para o mês de Abril de 2021. Os resultados apresentados compreendem o período de Abril de 2020 à Abril de 2021. Os mercados e estabelecimentos de recolha são formais e informais onde são comercializados os materiais destinados à construção de Habitações, Edifícios residenciais e não residenciais, Estradas e outras obras de infraestruturas.

O preço dos materiais de construção é um importante indicador para o mercado da construção, pois é através da sua variação que se consegue identificar o grau de intensidade das actividades do sector da construção. Este indicador tem como objectivos os seguintes:

  1. 1. Medir a evolução dos preços dos materiais de origem nacional e importado que participam na actividade da Construção e que são comercializados no mercado nacional.
  2. 2. Servir como elemento fundamental para a actualização dos orçamentos das obras da construção, utilizando fórmulas polinomiais para cada tipo de obra.
  3. 3. Servir como deflactor dos valores nominais ou correntes relacionados com a actividade da Construção.
  4. 4. Construir séries de preços para elaborar índices elementares de materiais da construção e índices agregados dos mesmos.

Aproveitamos a oportunidade para expressar os nossos agradecimentos a todas as entidades que, em tempo oportuno, concederam o apoio necessário à realização desta operação estatística, bem como as unidades empresariais que responderam ao questionário contribuindo deste modo para o aumento da produção estatística oficial do país. 

Eventuais pedidos de esclarecimentos, comentários ou sugestões, para melhorar a presente publicação, podem ser dirigidos ao Instituto Nacional de Estatística, Departamento de Informação e Difusão. 

Publicações

Índices de Preços dos bens de Exportação e de Importação - IPEI, 2020(Anuário)
Inquérito de Preços de Material de Construção - IPMC, Abril de 2021 (FIR)
Inquérito à Produção Industrial - IPI, IVº Trimestre 2020 (FIR)